CADA SEGUNDO É TEMPO PARA MUDAR TUDO PARA SEMPRE

CADA SEGUNDO É TEMPO PARA MUDAR TUDO PARA SEMPRE

AUTORIA: Maria Clara Oberlaender
ANO DE CRIAÇÃO: 2018

OBSERVAÇÃO

Oração café da manhã no OPA Nacional SP, dia 26 de janeiro, 2018

DOWNLOADS

     Há sol ardente, às 3 horas da tarde, em Salvador. Estamos eu, meu pai e meus irmãos dentro do carro, em pleno dia 31 de dezembro, indo a lugar nenhum, com crença de que possamos encontrar 7 pessoas. Pessoas que precisem de alguém para que possam acreditar em um mundo melhor; para que, depois de tanta dor e sofrimento causados pela humanidade, possam ter um ano novo com esperança e sem fome.

     Olho para fora do vidro e vejo uma grande quantidade de carros, porque, mesmo a cidade estando vazia neste feriado, havia muitas pessoas, Salvador é uma cidade bem grande. Mas, aqueles carros, cada um deles tinha seu destino. Alguns iam ao supermercado, outros a casa de algum parente, e tinha até aqueles que iam viajar as pressas para não terem que passar a virada dentro de um avião; de qualquer jeito, todos sabiam para onde iam e que caminho seguir, mas nos não podíamos pesquisar pessoas pelo GPS nem encontrá-las. Simplesmente estávamos à mercê de que aparecesse alguém.

     Passando alguns minutos, não encontramos ninguém, mas um sentimento, que veio como a brisa, me fez pensar na Pituba. Não sei o motivo, mas algo me chamava para aquele lugar onde os ventos sopram e sentimos o aroma do mar. Falei isso para meu pai e ele disse que era pra lá que iríamos. Enchemos os corações daquilo que se chama esperança e fomos.

     Ao chegar lá, não demoramos e vimos certa pessoa, com o olhar sofrido, mas ao mesmo tempo alegre, por um ano novo estar chegando com novas oportunidades. Então, simplesmente soubemos que era a pessoa certa. Após ajudá-la, o raio de sol que apareceu em seu rosto tornou meu ano melhor. E, assim como aquela brisa que me soprou o nome do bairro para onde fomos, uma frase de Charles Chaplin apareceu em minha mente: “Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre.”. Aquele sorriso mudou tudo para ele e para mim.

     O ano seguinte ainda era uma dádiva, assim como encontrar 7 pessoas certas dentre tantas que moram em Salvador, mas logo achamos as outras 6 pessoas. Se não desse certo eu sabia que, em todos os anos seguintes, assim como havia acontecido nos anteriores, na mesma data, eu teria a oportunidade de melhorar os meus 365 dias, apenas com esse gesto.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.